Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010

O espelho

.

imagem retirada da net

 

 

 

O espelho reflectia uma mulher que de inicio não reconheci. Os cabelos negros e rebeldes emolduravam um rosto bonito de traços quase perfeitos. A boca entreaberta deixava ver uns dentes brancos e o nariz perfeito. Mas não foi a boca, nem os dentes nem o nariz, foram os olhos daquela mulher no espelho, tão límpidos e azuis que me hipnotizaram. O brilho intenso e quase eléctrico não deixava qualquer dúvida sobre a intensidade da alma que aquele corpo guardava lá dentro. A mulher desapertou um pouco o quimono leve que a envolvia e deixou antever a pele bronzeada e sorriu. Depois, como se fosse uma cena em câmara lenta de um filme antigo ela afastou o quimono dos ombros e deixou-o deslizar pelas costas nuas indo cair no chão inanimado. O corpo nu no espelho era ainda jovem e bonito. Formas voluptuosas mas firmes. Ancas largas e cintura fina e o peito cheio que oscilava com a respiração. Um segundo elemento entrou na imagem do espelho deixando ver o cabelo ondulado e ligeiramente comprido, os olhos grandes e o rosto forte de homem. Depois o espelho reflectiu apenas a mão que pousou suavemente no baixo-ventre da mulher. Depois o rosto sorriu por cima do ombro direito e olhou directamente nos olhos da mulher de boca carnuda e foi essa boca que retribuiu o sorriso oferecendo esse sorriso como se fosse um beijo. A boca desse rosto beijou o pescoço nu da mulher e muito suavemente envolveu-a nos seus braços finos, apertando-a na medida certa. Fiquei a olhar a imagem no espelho. As mãos que se tocaram, os dedos dele que se entrelaçaram nos dela para logo se afastarem deixando-os livres para tocarem outras partes do corpo da mulher. Estava quente como se fosse Agosto e pela janela reflectida no espelho atrás dos dois corpos podia ver-se uma noite clara e cheia de estrelas. Uma música suave parecia sair de dentro dos corpos nus enchendo o quarto. Uns dedos ansiosos tocaram o peito bonito da mulher do espelho e ela fechou os olhos.

Demorei apenas um segundo, breve e longo como o tempo corre veloz mas que no fundo se arrasta até sermos capazes de o enfrentar que percebi.

Não queria abrir os olhos. Cerrei-os ainda com mais força. Senti o frio do Inverno nos ossos e um arrepio percorreu-me a pele gasta dos braços e das pernas.

Abri os olhos.

No espelho eu estava sozinha. Ninguém me amava a pele através de dedos macios. O grosso roupão tapava um corpo que se adivinhava gasto. O rosto, outrora belo, era agora rugoso e sem brilho. Os olhos azuis estavam mortiços e os lábios cerrados num esgar.

Desapertei o roupão e entreabri apenas um pouco. Não me apetecia ver aquele corpo destruído pela idade. Os peitos sem vida, o estômago proeminente, a barriga flácida. O triângulo mais escuro no baixo-ventre já não era apetecível e as coxas agora mais fortes eram brancas como a neve.

Tapei-me rapidamente e olhei para trás de mim através do espelho. Estava escuro lá fora e a janela estava semi-aberta. As cortinas baloiçavam com o vento agreste de Novembro.

Tinha sido apenas uma ilusão momentânea. A juventude tinha sido apenas uma ilusão momentânea. Um sonho bonito que passou num pestanejar de olhos…

Uma lágrima solitária tombou pelo meu rosto e foi cair no chão, silenciosa.

Voltei-me e fui ao armário onde encontrei um grande lençol branco cujas traças tinham feitos alguns estragos ao longo dos anos. Tapei com ele o espelho. Não precisava de ver reflectidos todos os dias os destroços de mim mesma. Não precisava que um espelho gritasse sem compaixão a minha decrepitude.

 

Deixo-o estar assim coberto tanto tempo que um dia já nem me lembrava que tinha um espelho. Deixei-o estar assim coberto tanto tempo que um dia já nem me lembrava que um dia tinha sido jovem e bonita.

 

 

 

Cláudia Moreira


 

 

 

sinto-me: pensativa
publicado por magnolia às 20:53
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Cris a 27 de Agosto de 2010 às 13:55
Conseguiste descrever perfeitamente o receio de muitas mulheres...
Gosto muito da sensibilidade que se desprende dos teus escritos... Torna a leitura muito mais apelativa! Colei o olho da primeira à última linha quase sem pestanejar!!

Beijinhos
De magnolia a 27 de Agosto de 2010 às 15:16
Minha querida Cris,

É uma grande honra saber que me lês e mais ainda que gostas:)

Foi mesmo isso que quis passar....o medo do grande bicho-papão que é o envelhecimento....eu tenho, confesso.


Um beijinho grande amiga
De green.eyes a 27 de Agosto de 2010 às 18:12
Claudia

Nem imaginas as saudades que já tinha destes seus textos. Este é mais um daqueles para ler e reler de uma só vez, sem pausas.

Adorei

Bom fim de semana

Beijinhos
De magnolia a 27 de Agosto de 2010 às 22:25
:))))))))))

Saber que gostam do que escrevemos é delicioso. Delicioso!! :)

Um óptimo fim-de-semana para ti querida!!

Beijinhos
De K2 a 13 de Setembro de 2010 às 01:26
Eu bem me parecia que por detrás desse olhar terno existia algo escondido.
Os meus parabéns
K2
De magnolia a 13 de Setembro de 2010 às 10:03
Obrigada de novo k2...

... será que nos conhecemos????? Não me lembro de ter sido apresentada a ninguém com o nome de K2 nos últimos tempos....humm.....
De K2 a 13 de Setembro de 2010 às 13:24
Será que não nos conhecemos !!!!
Mas eu vi esses olhos ternos.
K2
De magnolia a 13 de Setembro de 2010 às 14:27
Não gosto de charadas. Talvez fosse melhor revelar o segredo da sua identidade.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Encerrado

. I love books

. Viagem inesquecível

. Hoje...

. O último retrato

. Post-scriptum

. Isa

. Página em Branco

. Chama Solitária

. Não há amor como o primei...

.arquivos

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.Visitinhas

.mais visitinhas

.Quem por cá anda...:)

blogs SAPO

.subscrever feeds